7º Encontro Paulista de Professores de Jornalismo acontece na Unesp de Bauru

O encontro ocorreu nos dias 20 e 21 de Maio e contou com a presença de professores da Unesp e região

Da Redação SICOM, Daniele Fernandes e Wesley Anjos

13275712_1210302278988269_839692943_n

O Encontro Paulista de Professores de Jornalismo é um evento que reúne jornalistas que atuam na área do ensino para refletir temas recorrentes à profissão. A última edição, em 2013, aconteceu em São Paulo, na ESPM, e discutiu a “Formação Superior em Jornalismo nos 50 anos das Ciências da Comunicação no Brasil”. Esse ano, as discussões giraram da temática “Credibilidade em Risco: Ética na Cobertura Jornalística Política”.

Este ano, a sétima edição do Encontro Paulista de Professores de Jornalismo, organizado pelo Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ) ocorreu na Unesp de Bauru e durou dois dias.

1º Dia (20/05/16)

O primeiro painel da noite foi sobre “Os desafios na cobertura do jornalismo impresso” mediado pela professora da USC, Bianca Zanirato e com a participação do Professor Doutor Francisco Belda e o Jornalista Paulo Torres. O editor do Jornal da Cidade (JC), de Bauru, não pôde comparecer ao evento, apesar de ter sido convidado para compor a mesa, devido aos recentes acontecimentos entre o jornal e uma república de estudantes da Unesp de Bauru, e se justificou em uma carta lida a todos no início do evento.

A mediadora Bianca Zanirato iniciou a discussão perguntando aos convidados como se deve buscar o modelo de jornalismo impresso para o futuro. Paulo Torres comentou sobre o descaso que a internet trouxe para a notícia, que, hoje em dia, não é aprofundada e não ouve a todos os envolvidos. O professor Belda questionou a credibilidade em certos jornais específicos, mesmo quando se sabe que não é possível garantir neutralidade de um texto. Para ele, o jornalismo precisa se complementar em outras plataformas.

O professor Belda questiona a credibilidade que se atribui a alguns veículos. Foto: Daniele Fernandes
O professor Belda questiona a credibilidade que se atribui a alguns veículos. (Foto: Daniele Fernandes)

Por fim, o professor Belda apresentou o Projeto Credibilidade, um programa internacional do qual faz parte e que trabalha na identificação de atributos de credibilidade e design de indicadores de confiança para o jornalismo em meios digitais.

O tema do segundo e último painel da noite foi “Mídia, Jornalismo e Democracia”, com o professor da Unesp Ângelo Sottovia  como mediador, e com a participação dos professores doutores da FAAC, Juliano Maurício de Carvalho e Luiz Fernando da Silva e de Carlos D’Incao, historiador e diretor do Instituto de Ensino D’Incao.

O tema do Painel, Mídia, jornalismo e Democracia, já foi abordado em outro evento em Bauru, do Lecotec. (Foto: Daniele Fernandes)
O tema do Painel, Mídia, jornalismo e Democracia, já foi abordado em outro evento em Bauru, do Lecotec. (Foto: Daniele Fernandes)

Os convidados comentaram sobre a conjuntura política atual, analisando o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Questionou-se a validez do processo, a postura da oposição e o posicionamento da mídia diante da situação. Eles comentaram sobre a postura da grande mídia do país, que teve uma grande importância moldando a opinião pública.

O professor Juliano Carvalho trouxe a perspectiva mais jornalística da mesa e explanou acerca da postura que o jornalista deveria ter nesse tipo de situação, frisando a combatividade. Também apontou os erros da grande mídia que, controlada por poucas famílias, impõe sua opinião e escolhas para as demais classes.

2º Dia (21/05/16)

O sábado começou com apresentações de trabalhos. Segundo o cronograma do evento, às 8h00 ocorreu a recepção dos convidados. Das 9h00 às 12h00, as salas de apresentações de trabalhos foram divididas em seis grupos, que contaram com as seguintes temáticas: Atividades de extensão; Ensino de Ética e Teorias do Jornalismo; Pesquisa na Graduação; Produção Laboratorial – Eletrônicos; Produção Laboratorial – Impressos; Projetos Pedagógicos e Metodologias de Ensino. Os grupos foram espalhados pelas salas 70’s.

Após a pausa para o almoço, às 13h30 estava programado um painel. “A credibilidade perdida: os desafios na cobertura do jornalismo em multimeios” foi o tema do painel, que ocorreu na Congregação. A mesa foi mediada pela Profa. Ma. Mayra Fernanda Ferreira. As exposições foram feitas pelo chefe de redação da TV Tem de Bauru, Denilson Mônaco, Liliane Ito, jornalista e pesquisadora da Unesp e pelo Prof. Dr. Denis Porto Reno, docente e coordenador do curso de Jornalismo da FAAC.

Denis Porto Reno, Denilson Mônaco, Liliane Ito e Mayra Fernanda Ferreira compondo a mesa. (Foto: Karina Rofato)
Denis Porto Reno, Denilson Mônaco, Liliane Ito e Mayra Fernanda Ferreira compondo a mesa. (Foto: Karina Rofato)

Denilson Mônaco comentou os desafios e o processo de filtragem dos materiais recebidos da população. Muitas pautas e conteúdos dados por certas fontes são forjados e não verídicos. Já Liliane, deu exemplos de grandes veículos nacionais e internacionais de notícias que foram enganados e “trollados”. Um exemplo disso foi a produção feita pelo portal Não Salvo, que fez jornais do mundo inteiro acreditarem que, por intermédio do regime totalitário, a Coreia do Norte estava ludibriando a sua população, alegando ter vencido a Copa do Mundo 2014. Por fim, o coordenador do curso de Jornalismo da FAAC apresentou modelos de jornalismo para web com a produção de grandes reportagens, grandes equipes montadas por profissionais de diversos segmentos da comunicação e a transmidiação.

O 7º Encontro Paulista dos Professores de Jornalismo foi encerrado com uma assembleia. A assembleia começou às 15h00 e foi composta pelos membros do FNPJ.

Deixe uma resposta