A vida através da tela

“O videografismo é uma área de trabalho multidisciplinar”. Foi com essa frase que os videografistas da TV UNESP André Turtelli Poles e Lucas Silveira de Azevedo deram início à oficina “Videografismo na TV Digital”, no terceiro dia do II Simpósio Internacional de Televisão Digital (SIMTVD).
Isso porque a equipe de videografismo da TV UNESP é composta por pessoas formadas em vários cursos diferentes, cada membro com suas especificidades. André é formado em Design e Lucas, em Propaganda e Marketing.
A palestra inicial da oficina foi sobre as características da TV Digital. De acordo com Lucas, a digitalização da TV se baseou na cada vez mais freqüente inclusão tecnológica das novas gerações. “Hoje, nossa vida é através da tela. Estamos sempre na TV, no celular, no computador, nos tablets. Foi por isso que a digitalização da TV foi pensada”, afirma.
O videografismo, identidade visual de um produto audiovisual, existe há muito tempo e surgiu na televisão analógica. É trabalho de videografistas produzir infográficos, vinhetas, bases de GC e todos os outros elementos gráficos do vídeo. A diferença na TV Digital são os recursos de alta definição, que proporcionam ao telespectador uma experiência mais rica e completa. 
Na oficina, não faltaram exemplos de vinhetas e nem o passo-a-passo de sua produção. A apresentação das vinhetas de programas como Unesp Informa e Som e Prosa, da TV UNESP, foi acompanhada de rápidos tutoriais e fotos de making of.
Depois da explicação teórica, os oficineiros partiram para a prática. Os participantes da oficina foram convidados a produzir uma pequena vinheta com duração entre cinco e dez segundos. O apoio dos videografistas foi importante para a passagem das idéias do papel para programas como Photoshop e After Effects.

Laís Mondeli, Jornal Jr. Unesp

Deixe uma resposta