Autores prestigiam Celacom com Lançamento de Livros

Comunicação Celacom


Até agora, já foi confirmado o lançamento de seis publicações no dia 08 de agosto, às 21 horas

Na programação do XVI Colóquio Internacional da Escola Latino-Americana da Comunicação está previsto o lançamento de livros de diversos autores, somando sete publicações. Confira a seguir a relação dos livros e publicações que serão lançados no hall de entrada da Fundeb, no campus da Unesp Bauru, às 21 horas, no dia 08 de agosto.
MARQUES DE MELO, J.; GONÇALVES, E.; BIZELLI, J. L. (Orgs) Comunicação para o
desenvolvimento: pensamento e ação. Cultura Acadêmica: São Paulo, 2012.
A relação comunicação-desenvolvimento ficou explícita na agenda da I Conferência Nacional de Comunicação, realizada no apagar das luzes do Governo Lula, mobilizando as lideranças populares para aprofundar o debate, buscando argumentos capazes de fomentar a participação da Sociedade Civil nesse processo.
Assim sendo, o CELACOM 2011 elege uma temática consentânea com o estágio que marca o desenvolvimento deste certame. Completando 15 jornadas ininterruptas, cuidadosamente documentadas através da série Anais da Elacom, publicados pela Editora Metodista,  o evento principal da Cátedra UNESCO/UMESP de Comunicação atesta seu amadurecimento acadêmico, demonstrando vigor, entusiasmo, esperança.
Nos dias 1-3 de junho de 2011, a Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho – UNESP – reuniu, em Araraquara, São Paulo,  uma plêiade de intelectuais provenientes da Espanha, Equador, Bolívia e Brasil para responder a uma questão fascinante: pode a comunicação influir no processo de desenvolvimento? Como? Onde? Por que? O debate trazido à tela pelo XV Colóquio Internacional da Escola Latino-americana está retratado neste livro.

ROTHBERG, D. (Org). “Políticas e gestão da comunicação no Brasil contemporâneo”. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011.

O volume, organizado pelo professor Danilo Rothberg, reúne artigos de docentes e pesquisadores de pós-graduação das áreas de ciências humanas e sociais que buscam esclarecer ações que envolvem a comunicação desenvolvida por atores sociais a fim de ampliar os espaços democráticos.
A maior parte dos artigos são de autoria de docentes da Unesp e tratam de temas relacionados à comunicação via Internet e de sua aplicação em iniciativas políticas e de interação de instâncias de poder com o público. Mas o livro ainda discute outros meios, como rádio e televisão, além da comunicação organizacional. 
A obra procura aplicar o conhecimento científico no campo da comunicação desenvolvido nas universidades à realidade do Brasil de hoje. Diante do quadro de constante inovação das formas de se comunicar observado nos últimos anos, os autores contribuem para superar um cenário de aparente falta de informações sobre as realizações políticas e de gestão do setor. 
ROTHBERG, D. “Jornalismo Público”. São Paulo: Editora Unesp, 2012.
A implantação de um sistema público de comunicação no Brasil é o principal tema deste livro de Danilo Rothberg, que ao avaliar a viabilidade deste modelo, acaba por discutir a própria conjuntura do jornalismo no país. Mas para chegar a um entendimento amplo sobre o assunto, o autor investiga, antes de tudo, a mais destacada experiência do gênero existente no mundo: a rede britânica BBC, com mais de oito décadas de atuação, apresentando um estudo de caso sobre uma cobertura política realizada pela emissora. Rothberg expõe, a partir daí, a necessidade de dispor de uma rede pública de comunicação, fundamental para a livre circulação de ideias e a difusão democrática da informação.
Como pressuposto para alcançar este ideal, a obra aponta, então, quatro grandes obstáculos a serem superados. Rothberg acredita, primeiro, que há um domínio do interesse político e econômico neste meio, que leva à concentração dos veículos de comunicação nas mãos de pequenos grupos e que estes acabam, invariavelmente, tendo acesso privilegiado aos centros de poder. Em seguida, aponta a massificação de valores hegemônicos, criando, assim, verdades universais que representam a opinião de uma minoria. E, por último, destaca o próprio papel dos profissionais da área, que se revestem de uma autoridade que determina o tratamento dado a certas questões em pauta nos veículos. Mesmo com estes entraves, o autor não apresenta uma visão fatalista do jornalismo. Seu principal objetivo, aqui, se trata de uma simples, mas não menos complexa, busca: a de encontrar alternativas que contribuam para que os meios de comunicação de massa cumpram sua função social.
GONÇALVES, E. (Org.)  “Estudos de Comunicação e Linguagem – Múltiplas experiências”, Editora Virgo, 2011.
A primeira obra do grupo de pesquisas Coling é organizada pela Profa. Dra. Elizabeth Moraes Gonçalves, e é composta por 16 artigos organizados em quatro capítulos: Comunicação, Linguagem e Ciência; Comunicação, Linguagem, Publicidade e Propaganda; Comunicação, Linguagem e Novas Mídias; e Comunicação, Linguagem, Educação e Cultura.
O primeiro capítulo – Comunicação, Linguagem e Ciência – aborda a importância do comunicador no meio acadêmico para a formação científica da sociedade atual; O segundo capítulo – Comunicação, Linguagem, Publicidade e Propaganda – adota perspectivas diferentes no “fazer” publicidade, analisando historicamente algumas formas estruturais, como a criação de imagens e estratégias; O terceiro capítulo – Comunicação, Linguagem e Novas Mídias – aborda as novas formas de linguagem e comunicação no ciberespaço; E o quarto e último capítulo – Comunicação, Linguagem, Educação e Cultura – observa os modelos de linguagem educacional da comunicação na sociedade moderna.
GOBBI, M.C; MORAIS, O. (Org.) “Televisão Digital na América Latina: avanços e perspectivas”. São Paulo: Intercom, 2012.
A publicação traz uma série de desafios sobre a produção em Televisão Digital realizada pelo Programa de Pós-Graduação em Televisão Digital: Informação e conhecimento, evidenciando como as tecnologias digitais e os processos comunicativos dialogam, mas sem perder de foco os espaços de interação e de integração com o principal elo da cadeia comunicativa, que é o receptor da informação.  A qualidade, densidade e as novas perspectivas apresentadas no volume evidenciam as etapas que estão sendo percorridas pelo Programa de Pós-Graduação em Televisão Digital da Unesp, campus Bauru.
“O Cavaleiro da Terra de Ninguém”, MEDINA, Sinval. Editora Prumo, Ltda, ano 2012.
“O Cavaleiro da Terra de Ninguém” é um romance biográfico sobre Cristóvão Pereira de Abreu, pioneiro português que desbravou o Sul do Brasil na primeira metade do século XVIII. Ele foi o construtor do caminho por terra entre o Rio Grande do Sul e São Paulo, permitindo o transporte de gado entre as duas províncias. Sua atuação como sertanista, tropeiro e comerciante se estendeu da Colônia do Sacramento (hoje no Uruguai) até Minas Gerais, no auge do ciclo do ouro. Ao traçar o perfil desse personagem, o autor pinta um quadro vivo da sociedade brasileira da época. Resultado de minuciosa pesquisa, este livro é uma biografia romanceada, na qual Sinval Medina reconstrói a trajetória do fidalgo português que cruzou o oceano para tornar-se um dos personagens mais importantes de nossa história.
Revista Comunicação e Sociedade, número 57, ano 33, São Bernardo do Campo, SP: Metodista, 2012.
A edição 57 de Comunicação &Sociedade traz a contribuição de pesquisadores de alto nível de diferentes universidades do País, com abordagens e reflexões que contemplam e enriquecem as linhas de pesquisa do Programa de Pós- Graduação em Comunicação da UMESP, ampliando o entendimento dos processos comunicacionais – justamente a área de concentração do PosCom. A C&S firma-se como um importante instrumento para difusão do debate científico sobre a Comunicação e sua relação com as diferentes práticas sociais contemporâneas e dá continuidade ao esforço de diferentes gerações de pesquisadores que buscam pensar a área de maneira comprometida, integrada, complexa, como um forte elemento do desenvolvimento regional e nacional.


                                
SERVIÇO: XVI CELACOM
LOCAL: FUNDEB – CAMPUS UNESP BAURU
DATA – 08 DE AGOSTO DE 2012, 21 HORAS
INFORMAÇÕES: Kátia Vanzini

Deixe uma resposta