CartaCapital traz reportagem sobre o envolvimento de Veja com empresário contraventor

Carlinhos Cachoeira teria usado a revista para promover a imagem de Demóstenes Torres

Colaboração
por Felipe Mateus; Bruno Sisdelli; Matheus Martins Fontes; Mirela Dias
Discentes do 7º Termo de Comunicação Social-Jornalismo da FAAC/Unesp

A revista CartaCapital publicou, na sua edição do dia 9 de maio, uma reportagem que responsabiliza a revista Veja pelo fato de ter mantido ligações com o empresário Carlos Augusto de Almeida Ramos (conhecido como Carlinhos Cachoeira), cujas consequências têm implicações no Executivo, Legislativo e Judiciário federais. As informações vieram à tona após a divulgação de gravações telefônicas entre Cachoeira e o jornalista Policarpo
Jr., diretor da sucursal da Veja em Brasília. 
De acordo com a reportagem (“Os desinformantes” – edição 696, p. 30-34), o ex-diretor da Construtora Delta, empresa alvo de denúncias em um suposto esquema de corrupção, obtinha e fornecia à publicação da editora Abril informações que serviam de base para matérias de denúncia, usando a revista para prejudicar adversários e atender aos seus próprios interesses políticos. CartaCapital afirma que Cachoeira contava com a ajuda de Veja para promover a imagem do senador ex-filiado do DEM, Demóstenes Torres, aliado do contraventor. 
Sem citar a CartaCapital, Veja respondeu à reportagem na edição do dia 16. A matéria “A incômoda liberdade de imprensa” (edição 2269, p. 62-69) informa que essas afirmações fazem parte de um plano dos envolvidos no escândalo do mensalão do PT para prejudicar a revista da Abril, uma vez que esta teria contribuído para levar o esquema de corrupção à Justiça.

Capa da revista Carta Capital 

Deixe uma resposta