home Audiovisual Como o Facebook dominou o mercado?

Como o Facebook dominou o mercado?

Segundo pesquisa publicada pela Fundação Telefônica em 2016, o Facebook ocupa segundo lugar do ranking de redes sociais mais acessadas pelos jovens brasileiros, atrás do WhatsApp. (Imagem – Divulgação)

O Facebook lida com a concorrência de duas formas: compra a empresa concorrente ou cria um aplicativo que exerça a mesma função

 

Da redação SICOM-PET, Carol Oréfice

 

O Facebook é uma rede social dissipada em 4 de fevereiro de 2004 que pertence à empresa “Facebook Inc.”. Em 2012, recebeu o título de maior rede social do mundo ao atingir 1 bilhão de usuários.

Muito mais que uma rede social, o software criado por Mark Zuckerberg e seus outros quatro colegas de quarto da faculdade demonstrou-se um gigante tecnológico que engole os aplicativos rivais.

Nesta matéria, nós listamos os 5 momentos em que o Facebook passou por cima de empresas adversárias; seja incluindo a empresa no time da “Facebook Inc.”, seja disponibilizando o mesmo serviço em todas as suas plataformas.

 

1- Masquerade

O aplicativo funciona como alterador de rostos em selfies e vídeos através de filtros. (Imagem – Divulgação)

A empresa comprou o “Masquerade” em março de 2016, 3 anos após o Snapchat recusar a proposta da rede social de Zuckerberg. De acordo com a nota divulgada pelo presidente-executivo do aplicativo de filtros, Eugene Nevgen, “agora nós estamos empolgados por juntar forças com o Facebook e levar essa tecnologia a cada vez mais pessoas”.

 

2- Instagram

O aplicativo online permite a publicação de fotos e vídeos entre usuários e o compartilhamento em outras redes sociais. A companhia “Facebook Inc.” comprou o Instagram em 2012 e, para isso, precisou desembolsar US$ 1 bilhão. Alguns anos após a compra, a coorporativa incluiu o serviço de ‘stories’, que possibilita a publicação de fotos e vídeos por um período de 24 horas, além de disponibilizar o serviço de vídeo ao vivo.

 

3- WhatsApp Messenger

O Whatsapp é o principal aplicativo de comunicação direta existente, atingindo, em 2016, 1 bilhão de usuários. (Imagem – Divulgação)

O WhatsApp é uma plataforma para smartphones de mensagens instantâneas – como textos, imagens, vídeos, PDF e gifs – chamadas de voz e até ligações grátis por meio da Internet. Sendo uma das maiores transações já feitas na área da tecnologia, o Facebook abriu mão de US$ 16 bilhões para comprar o aplicativo. Assim como o Instragram, o aplicativo também conta com um sistema de ‘stories’, fotos compartilhadas com os contatos e que duram 24 horas.

 

4- Oculus VR

A empresa Oculus VR desenvolveu o Oculus Rift, um equipamento de realidade virtual para jogos eletrônicos. Em março de 2014, a empresa foi comprada pela “Facebook Inc.” por US$ 2 bilhões, mantendo o mesmo desenvolvimento nesses produtos. Para o CEO do Facebook, o investimento é uma forma de “se preparar para as plataformas de amanhã”.

 

5- Snapchat

Após a tentativa frustrada de comprar, em 2013, por US$ 3 bilhões, o aplicativo de mensagens com base de imagens, a estratégia do grupo Facebook mudou. Mark Zuckerberg decidiu alterar as redes sociais pertencentes à “Facebook Inc.” incluindo um serviço semelhante ao disponibilizado pelo Snapchat. Como comentado nos itens acima, o Instagram, o WhatsApp e o Facebook passaram a permitir o envio de fotos e vídeos para seus seguidores, contatos ou amigos.

O grupo “Facebook Inc.” mostrou que não brinca em serviço ao criar um monopólio de aplicativos tecnológicos e desenvolver aplicativos que exerçam o mesmo papel daquelas plataformas que não aceitem fazer parte da empresa.

Deixe uma resposta