Ficção e realidade midática em debate na abertura do Celacom 2012

Da Redação SICOM PET,
por Giovani Vieira

Pela segunda vez no câmpus da Unesp de Bauru, o professor Muniz Sodré abriu as discussões do XVI Colóquio Internacional sobre a Escola Latino-Americana de Comunicação, o Celacom 2012. Para um auditório composto por pesquisadores, estudantes e autoridades políticas, o professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) debateu o “Pensamento Comunicacional Latino-Americano através da Literatura”. A Conferência Inaugural também contou com a presença dos professores Marcelo Bulhões, da Unesp, e Laan Mendes de Barros, da UMESP, ambos responsáveis pelo debate mediado por Eduardo Farsetti do Centro Brasileiro de Estudos da América Latina (CBEAL). 
Citando João do Rio, Jorge Amado, Gabriel Garcia Márquez e outras personagens importantes da Literatura ou da Comunicação, o professor Sodré fez um resgate da aproximação entre os dois campos. De acordo com o pesquisador, o literário gera a Literatura sem deixar de observar a realidade existente ou criada. “Existe uma certa mimese entre a vida real e a ficção literária e o tempo todo confudimos a realidade
com a ficção midiática”, enfatiza. Sodré ainda resgatou as aproximações e divergências entre Jornalismo, visto ainda como exercício de boa escrita, e a Literatura.
Para a professora Maria Luiza Cardinale Baptista da Universidade Caxias do Sul (RS), a fala do professor é essencial para definir os rumos da escrita em Jornalismo. “O ponto alto da conferência, foi a indagação do professor de como ter clareza de pensamento e serenidade para produzir textos ficcionais ou narrativos da
realidade em um espaço de caos cotidiano e midiático”, observa a professora.

Fotos: Aline Mendes

Deixe uma resposta