Interdisciplinaridade na prática: Semana da Comunicação 2013

Reunião Geral da Semana da Comunicação reúne alunos de diferentes cursos da FAAC para discutir a organização do evento 

 
Da Redação Sicom PET, por Nathália Rocha
Estudantes de Jornalismo, Relações Públicas, Rádio e TV e Design unidos em uma sala. Haviam discordâncias e consensos, ideias interessantes surgindo, grande interação e, embora nem sempre seja possível a unanimidade, era inegável a democracia com que se discutia. Assim foi a reunião geral das comissões da Semana da Comunicação 2013, realizada na última quarta feira (13) com o objetivo de abordar as decisões tomadas até então, levantar novas sugestões para a programação do evento e seus componentes e fazer uma primeira avaliação sobre a organização.

As comissões estão divididas em Executiva, de Programação, de Logística, Científica, de Cerimonial e Protocolo, de Comunicação, Cultural e de Contatos Externos. Reunindo alunos de diferentes cursos e projetos de extensão, reuniões como as de quarta antecipam a ideia geral do evento: o diálogo entre as diferentes áreas da cultura e da comunicação e o aprendizado interdisciplinar. Sólon Barbosa Veloso Neto, aluno de Jornalismo, integrante do grupo de estudos NeoCriativa e membro da Comissão Executiva ressaltou a importância desse diálogo. “A Semana de Comunicação reunirá muitos projetos e voluntários de cursos diferentes. Cada projeto tem suas particularidades, interesses e foco. Unir todos os projetos em um evento comum, portanto, implica na necessidade de um debate de ideias constante, dessa forma cada um deles terá seus interesses atendidos. Além disso, a semana só tem a ganhar com um debate intenso e politizado entre os alunos, atendendo à pluralidade da comunicação”, opinou o estudante.

Um dos temas levantados ao longo da reunião foi a possibilidade de diálogo entre acadêmico e o mercadológico ao longo das mesas e debates que ocorrerão. Foi colocado que temas e convidados ligados à área acadêmica eram importantes pontos da programação, mas que, igualmente necessária era a abordagem mais mercadológica de modo a suprir algumas necessidades do curso e ampliar o contato dos estudantes com a realidade de suas futuras profissões.
Giovani Vieira Miranda, estudante de Jornalismo, membro do PET e integrante da Comissão Executiva assinalou a confluência entre mercado e academia. “Na minha visão, aquilo que muitos denominam acadêmico não exclui as questões de mercado e vice-versa. Nós queremos que a SeCom 2013 faça a ligação entre o acadêmico, o profissional e o cultural. O que não podemos nos esquecer é que a Semana da Comunicação tem o propósito de integrar estudantes e professores em momentos que proporcionem reflexões a respeito das atuais discussões que cercam a Comunicação Social em nossa Universidade, na nossa cidade e de certa forma no nosso país”, acrescentou Giovani.
Solon Neto também concordou quanto à possibilidade de diálogo entre as duas áreas, e apresentou sua visão sobre a importância do ambiente acadêmico. “A Universidade é a primeira oportunidade de gerar uma crítica construtiva ao mercado que os profissionais em formação podem ocupar. Trazer o mercado para dentro dos muros da universidade é atender uma necessidade dos alunos, e uma forma de construir uma crítica ao próprio mercado, e essa necessidade a academia pode suprir sem se subordinar ao mercado”, ressaltou o integrante do NeoCriativa.
Embora ainda haja muito a ser discutido e resolvido, a primeira reunião e o clima de debate e conciliação presente ao longo dela foram uma boa base para dar início à organização do evento. A Semana da Comunicação está prevista para ocorrer entre os dias 21 e 25 de outubro e contará com mesas, debates e atividades culturais. Em breve teremos mais informações sobre o evento aqui no site, fique ligado!

Deixe uma resposta