Isto é jornalismo?

Semana de Jornalismo 2012 abordará os limites entre jornalismo e entretenimento


Da Redação SICOM PET, 
por Paula Monezzi


Você ficou curioso para saber o que levou a Fátima Bernardes a deixar o telejornal mais assistido do Brasil para fazer o programa de auditório matinal Encontro com Fátima Bernardes? Não consegue imaginar Fausto Silva num programa jornalístico? O que fez Pedro Bial optar pelo Big Brother? E o Datena, por quê foi parar em seus programas policiais? Acha estranho que jornalistas de renome como Marcelo Tas, Milton Neves, Paulo Henrique Amorim e Carlos Nascimento estejam no ramo de entretenimento?
Pensando nisso, o Grupo PET-RTV e a Jornal Junior realizam uma mesa-redonda na Semana de Jornalismo para discutir a relação entre jornalismo e entretenimento. A mesa tem como objetivo discutir as implicações da crescente relação entre as duas modalidades, não apenas na televisão, mas também nos demais meios de comunicação. Para discutir e tentar responder a essas perguntas, foram convidados Rodrigo Vianna e Ricardo Fela para a mesa redonda.
Rodrigo é jornalista há 20 anos. Iniciou sua carreira na TV Globo, no Jornal SPTV. Trabalhou para a Folha de S. Paulo, TV Cultura e desde 2007 está na TV Record de São Paulo, onde apresenta o Entrevista Record – Mundo e faz reportagens para o Jornal da Record. Além disso, possui o blog “O Escrevinhador” , no qual fala de temas como política, cultura e o papel da mídia. 
Ricardo Fela é formado jornalismo pela UNESP Bauru. Trabalhou como repórter e editor do caderno de Cultura do jornal Diário de Bauru, foi repórter do site de notícias Agência Interior, atuou no jornal Folha Popular, de Lençóis Paulista, foi chefe de reportagem e editor do Diário da Região, de Rio Preto, foi produtor do SPTV, na atual TV Tem de Bauru, além de produzir dois episódios do quadro Brasil Total, com Regina Casé. Atualmente é colaborador do site Overmundo, que traz notícias sobre cultura popular e arte independente brasileira e apresenta, produz e coordena o programa Revista de Sábado, da TV Tem. 

Sobre a mesa: 

Atualmente, um fluxo direcionado à indústria de entretenimento retira jornalistas do ramo, que até então seguia firmemente delimitado. As figuras dos jornalistas que resistiam a esse hibridismo estão cada vez mais fracas e isso nos leva a uma pergunta: até onde vai o telejornalismo e quando começa o tele-entretenimento? Os dois seguem para um mesmo rumo, são iguais? Porque programas como o Fantástico, Domingo Espetacular e Mais Você ganham a cada dia mais e mais clones? Ficou curioso? Então não perca! A mesa redonda acontece no dia 18, às 14 horas. Mais informações no PET, pelo telefone 3103-6066 ramal 6263 ou pela Jornal Junior, ramal 7067. 
Para quem quiser ir se preparando para a discussão, abaixo estão alguns vídeos que ajudam apensar sobre o tema:

Deixe uma resposta