Luz, Anima, Ação! Uma homenagem aos animadores brasileiros

A série retrata os principais momentos da animação brasileira desde a primeira a ser produzida até os longas produzidos nos últimos anos
Da redação SICOM PET, por Pepita Martin
Estreou no dia  (03), no Canal Brasil, a série de cinco episódios “Luz,Anima, Ação!”, dirigida por Eduardo Calvet e produzida por Felipe Haurelhuk. A produção relata a história da animação brasileira e de certa forma homenageia os grandes profissionais que fizeram parte da mesma. Segundo Calvet, que já tinha grande vontade de se envolver com o assunto, não havia muitas obras que retratassem trajetória da arte no país, e dessa forma surgiu a ideia de desenvolver uma que o fizesse.
Para recontar a história da animação no Brasil, a série comentários de grandes nomes da área: Maurício de Sousa, criador do filme As Aventuras Da Turma da Mônica; Otto Guerra, diretor de Wood Stock: Sexo, Orégano e Rock’n’Roll, filme de animação baseado nas personagens das tirinhas de Angeli; Carlos Saldanha, diretor do longa-metragem animado Rio; e Marcos Magalhães, o criador do festival Anima Mundi.
Veja aqui o trailer
Mesclando esses depoimentos com trechos das animações Eduardo Calvet e Felipe Haurelhuk compuseram a série a partir de uma grande pesquisa sobre o gênero. O diretor conta que a maior dificuldade enfrentada foi resgatar essas informações e obras, algumas perdidas, como é o caso da primeira animação brasileira “O Kaiser”.
1917, o marco da animação brasileira 
 
“O Kaiser”, a primeira animação nacional foi criada pelo cartunista Álvaro Marins, também conhecido como Seth, e estreou no ano de 1917 no Cine Pathé, no Rio de Janeiro. A charge animada retratava um Kaiser – imperador em alemão – que se sentava em frente a um globo e colocava em sua cabeça um capacete, representando o seu domínio sobre o mundo. Pouco tempo depois o globo crescia e engolia a figura. Dessa forma o cartunista fazia alusão à Guilherme II, personagem da Primeira Guerra.
O curta acabou se perdendo e para contar sua história a equipe buscou informações nos jornais e revistas da época, além de colher entrevistas dos familiares e conhecidos de Seth. O primeiro episódio da série retrata exatamente o começo do gênero no Brasil. Outros momentos da animação serão retratados pela série, como a produção no século XXI, que pode ser exemplificada pelo longa “Uma História de Amor e Fúria”, vencedor do Festival de Annecy, na França.
A versão para as telas do cinema 
Luz, Anima, Ação também possui uma versão para os cinemas, um documentário sobre a história e as curiosidades da animação brasileira que estreou no Festival Internacional de Animação do Brasil, o Anima Mundi. Foram realizadas três exibições em salas no Rio e Janeiro e uma em São Paulo, todas no mês de Agosto deste ano. O documentário ainda tem previsão de estreia nos cinemas do país no início de 2014.
Além das animações e depoimentos que compõe a versão da série para as grandes telas, se destaca o relato do trabalho de oito animadores que, a partir de uma imagem de um jornal da época em que “O Kaiser” foi lançado, recriaram o curta utilizando diferentes técnicas, resgatando e preservando a memória da arte no país.
As animações publicitárias também ganham espaço no documentário Luz, Anima, Ação!. Abordando a importância e o desenvolvimento da participação do gênero no mercado, o documentário também mostra como algumas imagens estão gravadas na memória de diversas pessoas. Entre elas as gotinhas da Esso na década de 1950 eu Sujismundo, personagem da campanha educativa “Povo desenvolvido é povo limpo”, do Governo Federal. 
Confira mais sobre a animação brasileira no Comunica produzido pelos integrantes do PET-RTV em Agosto e não deixe de acompanhar os outros episódios da série no Canal Brasil, exibidos aos Domingos às 20h30!

Deixe uma resposta