Moradia Estudantil – Do Sonho ao Pesadelo

Além da superlotação os moradores sofrem com a distância, falta de iluminação e manutenção no local.

 

Da Redação SICOM – PET, Karina Rofato

Desde o momento do vestibular, a mudança de cidade para o início de uma nova fase e a realização de um sonho na vida dos estudantes é algo fascinante, mas para alguns esse momento pode acabar se tornando um pesadelo. Muitos alunos que chegam à universidade não possuem condições financeiras para se manter em repúblicas e outras moradias e contam apenas com a Moradia Estudantil.

A Moradia Estudantil da Unesp/Bauru atende às três faculdades do Câmpus: Faculdade de Engenharia de Bauru (FEB), Faculdade de Ciências (FC) e Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC), que tem uma média de seis mil alunos distribuídos entre os cursos oferecidos e com apenas 32 vagas “disponíveis” para o atendimento destes alunos. No momento há uma média de 50 alunos na moradia, causando superlotação e gerando desconforto.

Objetos pessoais e roupas espalhados no chão e mesas devido a super lotação  (Foto: TV TEM)
Objetos pessoais e roupas espalhados no chão e mesas devido a super lotação (Foto: TV TEM)

Além da falta de vagas, os alunos sofrem com a falta de iluminação e de manutenção adequada no local. Os moradores, principalmente os que assistem às aulas no período noturno, correm risco tendo que atravessar a rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, mesmo atravessando pelo caminho improvisado na rotatória, pois a mesma tem um gramado que nem sempre está bem aparado e pode esconder animais peçonhentos. Além disso, os alunos sofrem com a criminalidade na travessia, pois pessoas escondidas aguardam lá para cometerem delitos contra os estudantes.

Bloco 1 da Moradia Estudantil - Unesp Bauru. (Foto: TV TEM)
Bloco 1 da Moradia Estudantil – Unesp Bauru (Foto: TV TEM)

A Moradia Estudantil do Campus da Unesp Bauru foi inaugurada em março de 2012. Naquela data foi entregue um bloco com 16 apartamentos com capacidade para 32 moradores, sendo dois por apartamento. O projeto inicial contava com a construção de dois blocos, mas até o momento isso não aconteceu.

Um comentário em “Moradia Estudantil – Do Sonho ao Pesadelo

Deixe uma resposta