O Comunica-NER traz nova forma de entender a escola através do audiovisual


O novo ciclo pretende trazer como assunto a história da escola NER em formato de minidocumentários, possibilitando que os alunos conheçam mais a respeito da instituição que estudam.


 Da redação SICOM-PET, Carol Oréfice

 

O Comunica-NER é um projeto do PET-RTV em parceria com a escola bauruense Núcleo de Ensino Renovado (NER) e com a Locomotiva Empresa Jr. Ele permite aos alunos participarem de toda a produção audiovisual proposta – seja roteirizando, gravando ou editando. A ideia de criar um projeto cujo o foco fosse a disseminação da linguagem audiovisual utilizando questões relevantes aos alunos surgiu entre conversas da coordenadora do NER, Ana Carolina Franco, em conjunto com o coordenador do PET-RTV, Antônio Francisco Magnoni.

A responsável de 2017 pelo projeto, Bárbara Cristina, afirma que “essa ideia foi discutida e refinada, (…) de forma a incentivar o desenvolvimento de senso crítico e empoderá-los enquanto comunicadores, mostrando o poder do audiovisual como ferramenta para difundir suas ideias e opiniões”.

A escola participará de seu quarto ciclo de audiovisual através do Comunica-NER. Para o bolsista de 2016 e atual participante do projeto, Mateus Mello, “ o principal objetivo do Comunica-NER é empoderar as crianças com esse conteúdo, com esse olhar mais crítico quanto ao audiovisual. Seja em matérias de telejornalismo, ou mesmo um filme que eles estão assistindo ou um vídeo no Youtube. (…) Ou seja, eles também são capacitados para produzir conteúdo no Youtube, fazer matérias jornalísticas”.

 

Os ciclos já realizados

 

O primeiro ciclo oferecido pelo projeto procurava suprir o problema de cyberbullying, assédio virtual que a escola enfrentava, já que as crianças não utilizavam o Facebook de maneira consciente, usando a ferramenta para ridicularizar outros colegas de sala. Para isso, os colaboradores do Comunica-NER propuseram a criação de curtas-metragens que ampliassem as questões críticas dessa temática.

Devido ao sucesso do primeiro ciclo, o programa realizou um segundo ciclo debatendo a respeito de reciclagem e lixo. Como um dos principais planos é o estudo do audiovisual, foi apresentada essa temática através da oficina de animações em Stop Motion.

O último ciclo produzido familiarizou os estudantes ao formato de vídeo-reportagem, trazendo denúncias, que buscavam dar voz aos alunos, a respeito das dificuldades da instituição. O interessante e produtivo deste ciclo foi que, na produção dos vídeos-reportagens, os estudantes tiveram a oportunidade de consultar o diretor e outros funcionários da escola sobre a situação do NER.

 

As vantagens e dificuldades do projeto

 


A Locomotiva Empresa Jr colabora em conjunto com o PET-RTV para o ensino de audiovisual às crianças do NER. (Foto por: Carol Oréfice)

A proposta do Comunica-NER permite que assuntos importantes no âmbito jovem sejam estudados e debatidos a partir do audiovisual. Além disso, a coordenadora do projeto no NER acredita que “os alunos estão em uma fase da formação em que eles estão conhecendo profissões que podem acertar o futuro deles, então conhecer (…) o que fazem essas profissões dentro do PET-RTV vai ajudar os alunos a entenderem e até avaliarem melhor as profissões do futuro, além, lógico, de terem uma visão mais crítica sobre as mídias”.

As vantagens do projeto não se limitam aos alunos do NER, para Bárbara Cristina “o projeto requer que o petiano, dentro da redoma universitária, saia um pouco de sua bolha”. Ela ainda afirma que os colaboradores estão “convivendo, ensinando e aprendendo com jovens de uma realidade completamente diferente da maioria dos estudantes da UNESP” e que, portanto, o “o ComunicaNER ensinou a trabalhar tantas questões, a desenvolver e exercitar empatia, a perceber, verdadeiramente enxergar o outro”.

Contudo, o Comunica-NER conta com algumas dificuldades comuns quando um grande número de pessoas faz parte de um projeto. A coordenadora do NER, Ana Carolina Franco, conta que “achar um dia em que todos estejam disponíveis é bem complicado para que, no período contrário às aulas, possa estar desenvolvendo projetos”.

 

A proposta para 2017

O ciclo de 2017 busca dar continuidade ao do semestre anterior que tratava sobre denúncias à escola através de vídeo-reportagens. (Foto por: Carol Oréfice)

Para o ano de 2017, a equipe do Comunica-NER planeja iniciar um novo ciclo com o formato de minidocumentários para contar toda a memória do NER, sendo uma extensão do ciclo anterior. A temática tem como objetivo possibilitar um conhecimento maior da escola, por parte dos estudantes.

Como os ciclos acompanham os semestres escolares, após as férias dos alunos, mais um ciclo está previsto para acontecer. A responsável do PET pelo projeto conta que: “enquanto PET, sempre esperamos um ciclo se concluir, o feedback dos alunos, para então preparar o próximo”.

Espera-se que seis encontros neste semestre sejam o suficiente para a finalização dos minidocumentários. A coordenadora do projeto, conta com empolgação “estamos bastante ansiosos para este semestre”.

Leia mais:

Daniele Fernandes

Daniele curte filmes e séries cult, e quando diz cult quer dizer coreano ou comédia romântica de Hollywood. Possui profundo conhecimento em economia, sabendo administrar suas famílias no The Sims 4.

Deixe uma resposta