Pesquisa avalia qualidade dos audiovisuais

Da Redação SICOM PET,

por Marília Néspoli 
Dando continuidade à atividade de terça-feira (14), o Prof. Dr. Angel Rodríguez Bravo ministrou ontem (15), na sala 2A, a palestra “Análisis y métrica de valores en la comunicación”. Com uma abordagem menos teórica, o professor apresentou a aplicação da pesquisa que fundamenta sua proposta de controle de qualidade dos produtos audiovisuais.
Segundo Angel, os receptores são muito significativos. Ao ter acesso a um grande fluxo de informações disponível nos audiovisuais, o espectador é influenciado moral e culturalmente. Esse é o ponto de partida da pesquisa do professor, que defende a adoção de um protocolo de mensuração do conteúdo veiculado nas mídias.
O controle que os pesquisadores espanhóis apresentam segue alguns vetores: se o produto cumpre seu objetivo comunicacional; se satisfaz os usuários por seu conteúdo quanto aos valores sociais, educativos e humanos e se a qualidade se mantém com o tempo.
Para isso, em parceria com professores brasileiros, o grupo confrontou valores presentes em documentos oficiais, como as Constituições do Brasil e da Espanha, definições encontradas em dicionários, a fim de validar a presença desses dados nas duas culturas. Na lista, estão elencados 26 referenciais como dignidade, bem-estar, democracia e identidade.
A partir desses índices concretos, são expostos spots publicitários a um pequeno grupo de pessoas para verificar se apresentam os valores esperados. Basicamente, os referenciais mais apontados nos testes mostram se aquela peça é positiva ou não.
Angel enaltece a importância do projeto ao defender a potencialidade de verificar a qualidade dos produtos audiovisuais de modo dinâmico. Com o desenvolvimento da pesquisa, o indivíduo poderia responder o teste logo ao consumir o conteúdo, caso aquele produtor queira mensurar o feedback de seus usuários. O projeto entrará em fase de teste reunindo um grupo de 600 espanhóis e brasileiros para apurar sua viabilidade e amplitude.

Deixe uma resposta