PET-RTV visita pela primeira vez os alunos do NER de Bauru

Muito bem recebidos, integrantes do Programa apresentaram seus projetos
 Da redação SICOM-PET, Letícia De Maceno
Na última semana, os petianos iniciaram suas atividades de extensão numa das mais importantes escolas Municipais de Bauru, a Lydia Alexandrina Nava Cury, também conhecida como Núcleo de Ensino Renovado-NER, que fica localizada no Geisel, tradicional bairro de Bauru. A atividade faz parte do planejamento do grupo PET para o segundo semestre do ano de 2014.
(Créditos: Sillas Carlos/ PET-RTV)
Divididos por cursos, os diferentes grupos do programa PET atuarão no auxílio às crianças da escola na criação de um Grêmio Estudantil. A ideia é que os petianos alunos de Rádio e Tv e responsáveis pelo núcleo audiovisual, trabalhem toda a parte de fotografia e imagem com as crianças; a assessoria de comunicação trabalhará a intermediação com o público e divulgação das chapas, atividades executada pelos petianos, alunos de jornalismo e relações públicas; por fim, o núcleo de Design será responsável pela estética e pelas artes.
Foram dois encontros que duraram cerca de uma hora e meia cada onde os alunos do NER puderam entender mais sobre o que significa um Grêmio Estudantil e sobre o papel do PET nesse projeto. Já para os petianos foi a oportunidade de se aproximarem mais dos alunos e entenderem as necessidades deste grupo para que possam ajudar a saná-las ao longo do projeto.

Na terça-feira (12), foi a vez da Chapa 1. Com a ajuda de algumas alunas do curso de Psicologia da UNESP, os alunos começaram a entender o que de fato é um grêmio e qual papel ele exerce dentro da escola. O plano é que os petianos e as alunas de Psicologia trabalhem juntos nas duas chapas, já os projetos de ambos se cruzam e unidos seriam mais fortes.

 

 

Já na quarta-feira (13) a Chapa 2 recebeu os petianos e as estudantes de Psicologia. As chapas ainda não têm nomes definidos – á que no nosso próximo encontro esse será o tema chave – e têm o mesmo número de alunos. São em sua maioria do sexto, sétimo e oitavo ano.

 

 

O plano é que, finalizada essa primeira parte de criação de nome e início da elaboração de propostas, os petianos comecem de fato a atuar na divulgação, tanto dentro do NER, quanto fora – através de redes sociais, atingindo não só a escola mas também a comunidade que a permeia.

Deixe uma resposta