Produções japonesas que merecem atenção

Luffylover – Reprodução


Porque afinal não é só de Stranger Things que se vive o Netflix


Da redação SICOM-PET, Daniele Fernandes


Alguns sites chamam de invasão, outros comemoram o fato da plataforma de streaming Netflix ter começado a disponibilizar antigas séries e desenhos japoneses. Esse é o reflexo da tradição da plataforma de produzir e disponibilizar conteúdos originais dos países que recebem o serviço. No Brasil, por exemplo, já existem previsões de lançamento de 2 séries, o Sci-fi 3% e uma série sobre a operação lava jato ainda sem nome. 

Com o Japão não é diferente, e no catálogo brasileiro já estão disponibilizados doramas (séries de televisão oriental) e animes (animações japonesas), tanto os mais antigos, como Naruto, quanto produções originais. Recentemente a Netflix anunciou as possíveis “aquisições” de outros gêneros japoneses como os tokusatsu, filmes e séries live-action de super-heróis. E no clima de comemoração por essas aquisições fizemos uma lista dos conteúdos já disponibilizados pela plataforma.

 

Animes

 

Naruto e Naruto Shippunden:

 

Imagem: Divulgação/ TV Tóquio
Imagem: Divulgação/ TV Tóquio

 

O desenho acompanha a história do garoto Naruto Usumaki, um órfão da Aldeia da Folha, em sua jornada como ninja. Ao nascer o espírito de uma besta, que no passado quase destruiu a aldeia, é selado em seu corpo como forma de detê-la. Esse evento levou aos moradores desprezarem o garoto e, por causa disso, cresce com o objetivo de se tornar o próximo Hokage, líder da Aldeia.

 

Imagem

Imagem: Reprodução/ Animalog


O anime conta a história de Light Yagami, um jovem estudante que encontra um caderno no chão chamado  death note. As instruções no caderno dizem que, ao anotar o nome de alguém nele, e visualizasse mentalmente seu rosto, a pessoa morreria de ataque cardíaco, em 40 segundos. O verdadeiro dono do caderno, Ryuk, um shinigami (deus da morte) acompanha Yagami em seu plano, eliminar todos os criminosos para tornar o mundo livre do mal.

Apelidado de Kira pela população, o garoto vê seus planos dificultados quando a polícia do Japão, e o famoso detetive particular L, tentam descobrir sua identidade e capturá-lo. São 37 episódios, todos disponíveis na Netlfix, e para quem não aguenta inúmeras temporadas é o anime perfeito.

 

Ajin – Demi Human

 

Imagem

Imagem: Reprodução/ Filmow


A história começa quando o protagonista, Kei Nagai, é atropelado por um caminhão e descobre ser um Ajin. Os Ajins são seres humanos  que não podem morrer. Eles foram descobertos na África 17 anos antes do início da saga de Kei. Desde então os governos mundiais, para fins experimentais, recompensam “generosamente” quem capturar um. Por serem considerados criminosos e valiosos, Kei passa a ser constantemente perseguido e, com a ajuda de um antigo amigo, foge das autoridades e de tudo que já conheceu.

Outros ótimos animes como High School of the Dead, Pokémon, YuGi-Oh e Cavaleiros do Zodíaco também estão disponíveis na Netflix. 

Doramas:

 

Atelier

 

Imagem

Imagem: Divulgação/ Netflix


São 13 episódios, produzidos pela Netlflix, que vão fazer você querer pausar o vídeo a cada 2 segundos por conta das trapalhadas da protagonista Mayuko. A garota vai trabalhar em uma empresa que faz lingeries sobre medida por causa de sua paixão por tecidos. Mas para se manter no emprego, que requer um conhecimento de moda que ela não tem, ela precisa de ajuda dos colegas e da dona do Atelier, Nanjo.

Atelier acompanha o crescimento da protagonista, simpática e obstinada,  na empresa, que faz com que assistir Atelier não seja só uma distração, mas “uma aula de empreendedorismo e marketing em pele de dorama”.

 

Good Morning Call

 

Imagem

Imagem: Reprodução/ Esse Dorama Te Indico


Good Morning Call é a típica comédia romântica. Quem já acompanha o gênero shoujo nos animes não vai encontrar nenhuma novidade. A protagonista Yoshikawa Nao é uma aluna do colegial que se vê morando sozinha após seus pais terem de se mudar para o interior. Na mudança para o novo apartamento, Nao descobre ter sido vítima de um golpe quando o garoto mais popular e bonito da escola, Uehara Hisashi, reivindica o apartamento, revelando que também o tinha alugado. Sem lugar para ir, os dois decidem dividir o apartamento até acharem outro lugar para ir. Com o tempo o interesse romântico surge, levando os dois (mas principalmente a Nao) a passarem por situações cômicas.

O dorama desafia a paciência, qualquer pessoa que tenha princípios feministas se sente incomodada em alguns momentos, mas apesar disso o clima leve e engraçado dos 17 episódios tornam Good Morning Call um bom passatempo.

 

Terrace House: Boys & Girls in The City

 

Imagem

Imagem – Divulgação


Esse programa é um reality show, que apesar de ter 2 temporadas lançadas pela emissora Fuji, passa para a terceira exclusivamente pela Netflix. A proposta já é bem conhecida – Colocar 6 jovens morando na mesma casa, sem roteiros. Além dos moradores, o programa conta com comentaristas que trazem um tom cômico para os acontecimentos da casa. Os participantes possuem personalidades bem diferentes e é muito interessante descobrir a cultura e a interação das pessoas no Japão e mesmo assim reconhecer algumas características que também temos no Brasil, como o tio que insiste em perguntar dos seus planos pro futuro. No momento estão disponibilizados 18 episódios que deixam você cada vez mais fisgado pela história.

 

Se você gostou dessa lista, acesse essa sobre a história da netflix.

 

Também temos uma lista de filmes e documentários feministas que está demais.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta