TV Digital é destaque no GP da multimídias

Os congressistas do GP de Conteúdos Digitais e Convergência Tecnológica demonstraram grande interesse pelo universo digital, nesta sexta-feira, dia 3. Os temas abordados foram plataformas digitais como TV e rádio digital, celulares, games, I-Pods, Palms e computadores. Todos os participantes voltaram suas expectativas para o mercado digital no Brasil.
Entre as monografias apresentadas, a necessidade de explorar a Internet como veículo de informação foi considerada primordial na atualidade. Foram mencionadas tentativas já realizadas pela mídia, para atrair determinada parcela da população. Ao exemplo, a comercialização de produtos relacionados à televisão na internet, que representa o meio de comunicação da massa e mais rentável.
A utilização de ferramentas especializadas em outras áreas, não só na comunicação, mas também design, softwares e tecnologia da informação foram mencionados por Fernando Ramos Gelonese durante sua exposição. O ex-aluno da UNESP de Bauru, formado em Rádio e TV, trouxe um trabalho conjunto de seis profissionais, envolvendo pessoas da área de comunicação e design. Ele ainda contou da utilidade do seu projeto, “A criação de um modelo de aplicação interativa é uma oportunidade de acelerar a resolução de problemas na área televisiva”.
Ainda na sessão, outro fator foi discutido, TV digital como produtora de conteúdo. “Atualmente a preocupação social e cultural é maior, perante a tecnologia e comércio”, disse Carlos Eduardo Marquioni, doutorando em UTP.
Outras universidades trouxeram seus trabalhos, A UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) – Ondas de Impacto da TVD, sinal analógico para digital; Universidade do Maranhão – Personalizar para interagir; UNICAMP (Universidade de Campinas) – Educação e conteúdo Digital.

Deixe uma resposta