TV pública se encarrega de incluir Brasil na Era Digital

Imagine-se à beira do rio Amazonas, ao lado da mata densa num ponto isolado da civilização. Agora pense se seria possível mandar um e-mail através de uma TV. Se você respondeu que não, você errou. Em alguns anos, a tecnologia da TV digital será lançada e a abrangência de uma rede de internet sem fio tornará possível o envio de um e-mail pela tela da televisão até de pontos isolados do país.
A tecnologia que possibilita essa façanha é o WiMAX. Uma espécie de banda larga semelhante ao WiFi que se diferencia por cobrir até 70km de raio de atuação e permite a radiodifusão. A tecnologia será difundida em cidades de até 100 mil habitantes.
Num país em que mais de 68% da população não tem acesso à internet e 98% das casas possuem televisão, a TV será uma grande opção para a inclusão da sociedade ao mundo digital.
“Para popularizar a TV digital nós temos que baixar custos. Ano que vem no ano da Copa a gente espera que as empresas baixem os custos de seus equipamentos”, diz o doutor em comunicação pela ECA/USP e atual assessor da Casa Civil da Presidência da República, André Barbosa Filho. Ele ainda lembra que a TV digital não oferece apenas melhor qualidade de imagem, como a participação do espectador na produção de conteúdo.
O assessor se refere às opções de participação através da nova TV. O usuário pode acessar a internet, ler livros e até interagir com a tecnologia do celular. “A rede pública é a melhor alternativa para os projetos inclusivos da TV digital. As TVs comerciais não pretendem usar a interatividade plena.”, garante.
Barbosa ainda afirma que a verdadeira interação do espectador, enviando informações para a programação e participando das atrações será vista na TV pública. A expectativa para a implementação do projeto é para meados de 2010. Agora, a interação pela TV digital, também será direito de todos.
Jornal Jr., FAAC/Unesp

Deixe uma resposta